quarta-feira, setembro 28, 2011

I Colóquio Internacional Humanidades e Humanização em Saúde - UNIFESP e King´s College of London


I Colóquio Internacional Humanidades e Humanização em Saúde

(Evento Gratuito)


UNIFESP realiza o I Colóquio Internacional Humanidades e Humanização em Saúde em conjunto com o King’s College of London

Entre os dias 16 e 18 de novembro, o Centro de História e Filosofia das Ciências da Saúde (CeHFi) da Unifesp promove, em parceria com o King’s College of London, o I Colóquio Internacional Humanidades e Humanização em Saúde.

O evento tem como objetivo consolidar os desdobramentos do projeto de pesquisa “As Patologias da Modernidade e os Remédios das Humanidades: Investigação e Experimentação” – financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) – que vem possibilitando a configuração de uma verdadeira linha de pesquisa com dezenas de outros projetos internacionais vinculados sobre tema. “Pretendemos iniciar uma ampla e profunda discussão do estudo da eficácia de uma atividade de formação humanística em saúde a partir da experiência estética com literatura: O Laboratório de Humanidades, desenvolvido pelo CeHFi”, explica o coordenador do projeto, Dante Marcello Claramonte Gallian.

Participarão do I Colóquio professores e pesquisadores de universidades brasileiras e estrangeiras especializados em Humanidades e Humanização em Saúde.

O evento, que será realizado no Teatro Marcos Lindemberg – campus São Paulo da Unifesp, é gratuito e dirigido a professores universitários, pesquisadores e profissionais da área da saúde envolvidos com a temática da Humanização, alunos de graduação e pós-graduação nas áreas da saúde, ciências humanas e humanidades. As vagas são limitadas.

Os interessados devem inscrever-se de 19/09 a 07/11 no site:
http://dpdphp.epm.br/acad/siex/index.htm

Mais informações sobre o I Colóquio Internacional Humanidades e Humanização em Saúde podem ser obtidas no site da Pró-reitoria de Extensão:
http://www.proex.unifesp.br/eventos/ 

sexta-feira, setembro 23, 2011

Dia Estadual (SP) de Combate ao Estresse


Dia Estadual de Combate ao Estresse
Ação de Prevenção e Controle ao Estresse
São Paulo, 23/09


A Lei Estadual Nº 13.022 de 05/2008 instituiu o Dia Estadual de Combate ao Estresse

 
O stress emocional atinge aproximadamente 37% dos adultos do Estado de São Paulo, suas conseqüências se manifestam no corpo e na mente do ser humano com prejuízo significativo para a sociedade no geral e poucos possuem os meios financeiros para o tratamento e prevenção. O Dia do Combate ao Stress divulgará para o público no geral os conhecimentos científicos produzidos na prevenção do stress excessivo.

Os objetivos da atividades do Dia do Combate ao Estresse são:
1) Conscientizar o público quanto ao que é o stress, seus sintomas e conseqüências para à saúde e qualidade de vida do ser humano;
2) Conscientizar o público sobre como o stress pode afetar o funcionamento humano e contribuir para desencadear distúrbios cardiológicos, gástricos, dermatológicos e odontológicos;
3) Fornecer informações básicas sobre como combater o stress excessivo através de relaxamentos, exercício físico, nutrição e controle emocional.

Fonte: ABS

Fotos do Dia Estadual de Combate ao Estresse (2011)

O evento foi realizado no Conjunto Nacional (Av. Paulista, 2073).

Prof. Armando Ribeiro e a Dra. Marilda Lipp (organizadora do evento), no Conjunto Nacional, durante o Dia Estadual de Combate ao Estresse, com a promoção do IPCS e da Associação Brasileira do Stress (ABS) e colaboradores. O prof. Armando Ribeiro é coordenador do Programa de Avaliação do Estresse do CHECK-UP do Hospital São José - Beneficência Portuguesa de São Paulo e foi prestigiar a iniciativa promovida pela ABS.


O evento consistiu em diversas atividades relacionadas a avaliação psicológica do estresse, realizada por psicólogos, e a participação de outros profissionais da saúde (ex. enfermeiros, nutricionistas e educadores físicos), com outras avaliações de saúde importantes. A dra. Sylvia Cury do HCor foi também uma das profissionais responsáveis pela avaliação do estresse, durante o Dia de Combate ao Estresse.


Durante o evento, até mesmo a dra. Lucia Emmanoel Novaes Malagris, atual presidente da Associação Brasileira do Stress (gestão 2010-2012), participou ativamente das avaliações de estresse. 


Encerramento do Dia de Combate ao Estresse (São Paulo), com alguns dos participantes e membros da equipe de psicólogos que realizaram a avaliação do estresse gratuitamente no Conjunto Nacional. 

terça-feira, setembro 20, 2011

O que a ciência diz sobre as técnicas de relaxamento?


  
Técnicas de relaxamento e estresse
O que a ciência diz?
(NCCAM Clinical Digest, setembro 2011)


Nos últimos 30 anos, tem havido um interesse considerável na resposta de relaxamento e como induzir esse estado pode beneficiar a saúde. As investigações centram-se principalmente sobre as doenças e condições em que o estresse pode ter um papel tanto como causa quanto de agravo às condições.
Atualmente, existem algumas evidências de que as técnicas de relaxamento podem ser uma parte efetiva de um plano global de tratamento para algumas doenças relacionadas ao estresse, incluindo:
Ansiedade
  • Estudos têm sugerido que o relaxamento pode ajudar no tratamento de fobias e do transtorno de pânico.
  • Técnicas de relaxamento também têm sido utilizadas ​​para aliviar a ansiedade frente às situações estressantes, tais como quando submetidos a um procedimento médico.
Depressão
  • Em 2008, uma grande revisão de estudos sobre a evidências das técnicas de relaxamento no tratamento da depressão descobriram que técnicas de relaxamento foram mais eficazes do que nenhum tratamento para a depressão, mas não tão eficaz como à terapia cognitivo-comportamental.
Dor de cabeça
  • Há algumas evidências de que o biofeedback e outras técnicas de relaxamento podem ser úteis para aliviar a cefaléia tensional e enxaqueca. Em alguns casos, estas técnicas corpo-mente foram mais eficazes do que os medicamentos para reduzir a freqüência, intensidade e severidade das dores de cabeça.
Os resultados das pesquisas sobre as técnicas de relaxamento para a promoção da saúde global e bem-estar ou para o tratamento de outras condições relacionadas ao estresse têm sido mistos ou ainda pouco claros. Estas condições incluem:

Asma
  • Várias revisões da literatura têm sugerido que as técnicas de relaxamento, incluindo imaginação guiada, podem, temporariamente, ajudar a melhorar a função pulmonar e a qualidade de vida e aliviar a ansiedade em pessoas com asma.
  • O mais recente ensaio clínico randomizado de asma, verificou que as técnicas de relaxamento podem ajudar a melhorar a função imunológica. No entanto, mais estudos são necessários para confirmar esse achado.
Doenças e sintomas cardíacos
  • Os pesquisadores analisaram as técnicas de relaxamento para o tratamento da angina e na prevenção de doenças cardíacas. Quando um programa de reabilitação cardíaca foi combinado com o treinamento de relaxamento em uma clínica de reabilitação, os participantes experimentaram reduções significativas na pressão arterial, diminuição dos níveis de lipídios, e aumenta no funcionamento psicológico, quando comparado ao status dos participantes antes do programa.
  • Embora alguns estudos tenham mostrado que as técnicas de relaxamento combinadas com as mudanças de estilo de vida e assistência médica padrão pode reduzir o risco de ataque cardíaco, mais estudos são necessários.
Pressão Alta
  • A revisão de 2008 da eficácia para o relaxamento no tratamento de pressão arterial elevada encontrou alguma evidência de que o relaxamento muscular progressivo reduziu um pouco a pressão arterial. No entanto, a revisão não encontrou nenhuma evidência que este efeito foi suficiente para reduzir o risco de doença cardíaca; acidente vascular cerebral ou outros problemas de saúde relacionados à pressão arterial elevada.
  • Em um recente ensaio clínico randomizado, 8 semanas de estratégias de relaxamento / estresse foi demonstrado reduzir a pressão arterial sistólica em hipertensos adultos mais velhos, e alguns pacientes foram capazes de reduzir a medicação da hipertensão sem um aumento da pressão arterial.
Insônia
  • Há algumas evidências de que as técnicas de relaxamento podem ajudar no tratamento da insônia crônica.
Síndrome do Intestino Irritável
  • Alguns estudos têm indicado que as técnicas de relaxamento podem prevenir ou aliviar os sintomas da síndrome do intestino irritável em alguns participantes.
  • Uma revisão das pesquisas encontrou algumas evidências de que a auto-hipnose pode ser útil no tratamento de síndrome do intestino irritável.
NCCAM Clinical Digest é um serviço do Centro Nacional para Medicina Complementar e Alternativa, NIH, DHHS. NCCAM Clinical Digest, uma e-newsletter mensal, oferece informações baseadas em evidências sobre a CAM, incluindo buscas na literatura científica, resumos de NCCAM investigação financiada, fichas para os pacientes, e muito mais.
O Centro Nacional para Medicina Complementar e Alternativa (EUA) é dedicado a explorar as práticas de cura alternativas e complementares no contexto da ciência rigorosa, a formação de investigadores CAM, e divulgação de informações de autoridade para o público e profissionais.  Para obter informações adicionais, ligue para a Câmara NCCAM gratuitamente para 1-888-644-6226 ou visite o site da NCCAM em nccam.nih.gov . NCCAM é um de 27 institutos e centros no National Institutes of Health, um local para a investigação médica nos Estados Unidos.
Direitos autorais

Conteúdo é de domínio público e pode ser reproduzido, exceto se indicado como direitos autorais (©). Por favor, créditos são do Centro Nacional para Medicina Complementar e Alternativa. Todos os materiais com direitos autorais é de propriedade de seus respectivos donos e não pode ser reproduzida sem a permissão deles.

O texto foi traduzido livremente pelo Prof. Armando Ribeiro para a língua portuguesa, com o objetivo de promover o assunto em nosso meio.

quarta-feira, setembro 14, 2011

Medicina Comportamental no IPq-HCFMUSP

Aula
Medicina Comportamental
com o Prof. Armando Ribeiro das Neves Neto


O tema Medicina Comportamental e o emprego das terapias complementares (ex. biofeedback, hipnose e mindfulness, entre outras) em psicologia clínica, hospitalar e psiquiatria serão tópicos da aula do Prof. Armando Ribeiro no curso de Aprimoramento em Terapia Comportamental Cognitiva em Saúde Mental do Programa de Ansiedade do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. A proposta do curso é formar profissionais capazes de utilizar diversas estratégias terapêuticas baseadas nos modelos da análise do comportamento e da terapia cognitivo-comportamental, para os transtornos mentais e comportamentais. A Medicina Comportamental é um dos campos de aplicação da Terapia Cognitivo-Comportamental voltada às doenças funcionais (psicofisiológicas), tais como: síndrome do intestino irritável, fibromialgia, dor crônica, cefaléia, fadiga crônica, insônia, hipertensão arterial, além de todas as demais condições médicas afetadas pelo estresse. As estratégias complementares visam aumentar a auto-regulação dos pacientes sobre o corpo, a mente e as emoções, e podem ser associadas aos tratamentos médicos convencionais e psicoterapêuticos.

Local: Instituto de Psiquiatria do HCFMUSP
Data: 17/09/2011
Horário: das 08h30 às 17h
Público-alvo: somente alunos regulares do curso de aprimoramento em Terapia Comportamental Cognitiva em Saúde Mental do Programa de Ansiedade do IPQ-HCFMUSP.


Sobre o Programa de Ansiedade do IPq-HCFMUSP



O ambulatório de Ansiedade (AMBAN), do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, iniciou suas atividades em 1985 com o objetivo de realizar estudo multidisciplinar em diferentes aspectos do tratamento do TRANSTORNO DO PÂNICO .

Os transtornos Ansiosos são distúrbios mentais que prevalecem na população geral. Visando pesquisar estes transtornos, anteriormente denominados NEUROSES, utilizamos a infra estrutura do INSTITUTO DE PSIQUIATRIA para o desenvolvimento de estudos Científicos.

O estudo da ansiedade foi uma das áreas da Psiquiatria em que ocorreram progressos significativos com o desenvolvimento de tratamentos de grande eficácia.

Uma das maiores preocupações dos participantes do AMBAN tem sido multiplicar o conhecimento de técnicas através de treinamentos de profissionais e trabalhos de pesquisa para alcançar novos conhecimentos em área tão complexa.

Nossa equipe vem colaborando com o desenvolvimento desse progresso através de um intenso intercâmbio científico com profissionais nacionais e estrangeiros. 
 



Indicações de Leitura

Saúde Integral. A medicina do corpo, da mente e o papel da espiritualidade.
Paulo Bloise (org.)

Sinopse. Antes, para a OMS, saúde era considerada a ausência de enfermidade, isto é, doença, deficiência ou invalidez. Depois, passou a ser um ¿estado de completo bem-estar físico, mental e social¿. Este livro foi organizado seguindo-se os preceitos da medicina integrativa, que abrange as dimensões do corpo, da mente e da espiritualidade. Conceitos tão amplos como saúde e imprecisos como espiritualidade são tratados com um diálogo entre disciplinas e escolas de pensamento, com o propósito de aproveitar a experiência de autores de áreas tão distantes como o zen-budismo, a neurologia e a filosofia.
O Prof. Armando Ribeiro escreveu o capítulo "Terapia Cognitivo-Comportamental da revolução à evolução cognitiva", com base em seus estudos de Medicina Comportamental na UNIFESP, o capítulo descreve o encontro entre o psiquiatra dr. Aaron Beck e S.S. Dalai Lama, no V Congresso Mundial de Terapia Cognitiva na Suécia (2005), com discussões sobre a utilização da meditação (mindfulness) em Terapia Cognitivo-Comportamental.


A prática da terapia cognitivo-comportamental baseada em mindfulness e aceitação
Lizabeth Roemer & Susan M. Orsillo


Este livro traz orientações práticas para a integração da prática de aceitação e mindfulness à terapia cognitivo-comportamental. Demonstram como conduzir uma avaliação, desenvolver uma formulação de caso e planejar um tratamento flexível para cada paciente. Exemplos de caso e transcrições ilustram como o tratamento pode ser adaptado para diferentes problemas ou preocupações. Inclui ainda diversos formulários de exercícios para a prática clínica.
O Prof. Armando Ribeiro foi o consultor, supervisor e revisor técnico deste livro em português.



Cuidado al paciente con enfermedad crónica
Saldaña DMA, Carrilo GJS & Colmenares SMR


Reseña: El libro presenta trece temas, distribuidos en cinco secciones, cuyos autores se desempeñan en el ámbito colectivo y asistencial en Colombia, Chile y Brasil, países que comparten la problemática actual desatada por las enfermedades crónicas. La primera sección presenta un panorama general del contexto epidemiológico y político de las enfermedades crónicas; la segunda sección desarrolla propuestas de prevención, promoción en ámbitos innovadores y muestra la importancia de las redes sociales de apoyo en el cuidado y control de las enfermedades crónicas; la tercera sección se enfoca en el cuidado desde el abordaje psicosocial: la cuarta sección propone diferentes estrategias para mejorar la adherencia al tratamiento, como el autocuidado, la educación y la espiritualidad; por último, la quinta sección pone en evidencia el papel del profesional de enfermería en dos ámbitos novedosos: la atención domiciliaria y el cuidado paliativo.
O Prof. Armando Ribeiro foi o autor do capítulo "Manejo del estrés en pacientes con enfermedad crónica" com relatos de experiências sobre a gestão do estresse e da qualidade de vida em São Paulo - Brasil.


Sobre Comportamento e Cognição

Estendendo a psicologia comportamental e cognitiva aos contextos da saúde, das organizações, das relações pais e filhos e das escolas.

Brandão MZS (orgs.)


A cada ano, os trabalhos mais relevantes do Encontro organizado pela Associação Brasileira de Psicologia e Medicina Comportamental (ABPMC) são publicados numa série de livros intitulada Comportamento em Foco (anteriormente denominada Sobre Comportamento e Cognição). Registro da produção científica brasileira na última década, a coletânea já alcançou 24 volumes.
O Prof. Armando Ribeiro escreveu o capítulo sobre "Medicina Comportamental" no 14º volume da coleção Sobre Comportamento e Cognição editada pela ABPMC.


Homenagem


Ao discutir o ensino e a aplicação prática da Medicina Comportamental no Brasil, é fundamental referenciar o Prof. Dr. José Roberto Leite - professor adjunto livre-docente do departamento de Psicobiologia da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) e pioneiro nos estudos científicos e formação de profissionais embasados nos pressupostos da Medicina Comportamental (Behavioral Medicine) em nosso meio.  Muito obrigado!!!


Estresse será tema de SIPAT do Lab Baldacci

Palesta
Estresse ocupacional - novos desafios
com o Prof. Armando Ribeiro das Neves Neto

 

O estresse ocupacional é um importante fator de risco para a diminuição da produtividade, aumento do absenteísmo, presenteísmo, além de afetar à saúde (física e emocional), qualidade de vida e bem-estar de todos nas organizações. O Prof. Armando Ribeiro, coordenador do Programa de Avaliação do Estresse do CHECK-UP do Hospital São José - Beneficência Portuguesa de São Paulo, participará da SIPAT do Laboratório Baldacci, em São Paulo, com o tema "Estresse ocupacional - novos desafios". A ênfase da palestra é sobre os efeitos nocivos do estresse ocupacional, além da responsabilidade dos gestores e líderes em promover medidas para a redução do estresse no ambiente de trabalho. A palestra é baseada nas estratégias da Terapia cognitivo-comportamental e do life coaching.


Local: matriz dos Laboratórios Baldacci (São Paulo)
Data: 15/09/2011
Horário: 14h30
Público-alvo: colaboradores dos Laboratórios Baldacci


Fotos da Palestra


A palestra sobre estresse ocupacional na SIPAT do Laboratório Baldacci foi uma parceria do Programa de Avaliação do Estresse do CHECK-UP do Hospital São José - Beneficência Portuguesa de São Paulo com a equipe da CIPA do laboratório. Nesta foto, Sr. Marcelo Marques (Departamento Comercial da BP) e o Prof. Armando Ribeiro.

 

O Prof. Armando Ribeiro enfatizou o papel do líder na gestão do estresse das equipes de trabalho, e o desenvolvimento de habilidades pessoais e de comunicação interpessoal como um dos pilares de ambientes menos estressantes.


Foram realizadas demonstrações das reações do estresse, através de sofisticados equipamentos de biofeedback, capazes de monitorar as consequências de emoções negativas e pensamentos automáticos estressantes. Foram realizadas vivências de técnicas de respiração anti-estresse, simples e ao mesmo tempo potentes para manter o organismo equilibrado.


Um dos diferenciais das palestras do Prof. Armando Ribeiro é associar as informações científicas de ponta sobre o estresse pessoal e ocupacional, aliados ao bom humor e demonstrações práticas de atividades capazes de reduzir o estresse negativo. É fundamental apresentarmos as melhores evidências científicas, em uma linguagem acessível para modificação do comportamento e do estilo de vida. A ciência psicológica e médica sobre o estresse não pode ser ainda mais estressante, e as pessoas precisam apoderar-se do conhecimento transformador!!!


A participação dos colaboradores do Laboratório Baldacci foi imprescindível para o sucesso desta realização. Parabéns a todos os organizações da SIPAT Baldacci 2011.


Sobre os Laboratórios Baldacci


Laboratórios Baldacci: mais de 100 anos na constante busca pela excelênciaValentino Baldacci (1877-1952) iniciou sua carreira ao inaugurar a “Farmácia Baldacci” que, até hoje, funciona em Pisa, na Itália. Em 1904, concretizou o seu maior sonho fundando, na mesma cidade, a matriz dos Laboratórios Baldacci, uma das primeiras indústrias farmacêuticas da Itália. Formou então a sua equipe, recrutando nas universidades uma verdadeira elite de cientistas italianos, dando início a um notável programa de pesquisas científicas.

As primeiras fórmulas, fruto desse intenso trabalho científico, surgiram somente quatro anos depois, em 1908, em razão da preocupação dos cientistas de Baldacci de que os novos produtos só fossem colocados no mercado após experimentações científicas realizadas dentro do mais alto critério, daí terem sido imediatamente aceitos pela classe médica italiana e de vários países da Europa.

Para um trabalho de tal envergadura foi necessário, desde logo, um enorme aparato experimental, sendo criado um Instituto de Pesquisa, ou seja, um centro de Fïsio-farmacologia destinado ao estudo dos produtos em sua fase clínica final. Esse centro foi amparado por uma famosa biblioteca, cuja existência atual é fruto de persistência e muito trabalho. A coleção precisou ser reconstruída por duas vezes: após a Segunda Guerra Mundial, depois de bombardeios que a destruíram, e por conta dos sérios danos gerados pela grande inundação de 1949.

Atualmente, a biblioteca conta com mais de 15 mil volumes, recebendo ainda 250 revistas de todo o mundo, das quais grande parte em intercâmbio com as Edições Baldacci de Informação Médica: a OMNIA MÉDICA ET THERAPEUTICA, uma das mais difundidas e consultadas publicações italianas; a OMNIA MEDICAMENTA e a QUADERNI DELLA COAGULAZIONE, que foi a primeira revista no mundo a abordar o processo da coagulação sangüínea.

Valentino Baldacci administrou a companhia até o seu falecimento, em 1952. Seu filho, o médico e professor Ugo Baldacci, assumiu a companhia, depois de muito se dedicar ao Instituto de Pesquisa Científica. Quando faleceu, em 1993, foi substituído por seu filho Mássimo Baldacci, também médico.

Para homenagear seu fundador, foi criada, em 1953, a Fundação Valentino Baldacci, para promover e amparar a pesquisa científica, nos campos da química e biologia. Graças à toda seriedade científica, os Laboratórios Baldacci tornaram-se uma das mais importantes e respeitadas companhias do setor, na Europa e no Brasil.

Atualmente, os Laboratórios Baldacci contam com duas filiais internacionais: no Brasil, fundada na cidade de São Paulo, em 1951; e em Portugal, que opera desde 1955, em Lisboa.
Hoje, com cerca de 300 funcionários, a empresa atua em todo o território nacional, com representantes que levam à classe médica informações sobre os nossos produtos e a atuação dos distribuidores junto à rede de farmácias. A linha de produtos Baldacci é composta por medicamentos para várias especialidades, com destaque para a área cardiológica; a empresa orgulha-se de ter lançado no mercado várias importantes drogas, entre elas o diltiazem (BALCOR) e o mononitrato –5 de isossorbida (MONOCORDIL), ambos como pioneiros, inclusive as suas apresentações retard (ação prolongada) e injetável. Em 1994, foi completada e colocada no mercado a forma sublingual do mononitrato – 5 de isossorbida (MONOCORDIL SUBLINGUAL), fruto do trabalho conjunto dos departamentos Médico e de Desenvolvimento de Produtos, responsáveis por novos lançamentos e pela melhoria contínua das suas áreas de produção.

A qualidade dos produtos Baldacci, aliada à seriedade, perseverança e ao direcionamento adequado do trabalho de seus integrantes, são os principais fatores que geram a excelente reputação dos Laboratórios Baldacci junto à classe médica. Hoje, mais da metade dos produtos Baldacci estão entre os dez mais prescritos pela classe médica, dentro das classes terapêuticas em que estão classificados.

Tecnologia avançada e aproveitamento planejado de espaços, facilitam o rigoroso controle de qualidade da fábrica, em todas as fases da produção, desde a entrada dos princípios ativos, excipientes e materiais de embalagem, até a entrega dos produtos acabados aos distribuidores. Este constante rigor produtivo levou a ANVISA a qualificar os Laboratórios Baldacci com o certificado de Boas Práticas de Fabricação (GMP - Good Manufacturing Practice), conferido a empresas que atingem o grau máximo de qualidade tecnológica, dentro dos padrões internacionais de produção de medicamentos. Isto reflete a SERIEDADE e o RESPEITO que todos os integrantes dos Laboratórios Baldacci mantêm no exercício de suas atividades.



domingo, setembro 11, 2011

Estresse na Semana da Saúde do SAFRA


Palestra
Estresse no ambiente de trabalho
com o Prof. Armando Ribeiro das Neves Neto

Alguns estudos apontam que a prevalência do estresse nas instituições financeiras pode chegar a 65% dos bancários, segundo dados do Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo (2011). O Programa de Avaliação do Estresse do CHECK-UP do Hospital São José - Beneficência Portuguesa de São Paulo em parceria com a Semana da Saúde do Banco Safra, promoverá uma palestra ministrada pelo psicólogo e consultor em gestão do estresse Prof. Armando Ribeiro sobre o estresse no ambiente de trabalho. Promover a conscientização sobre o impacto do estresse na saúde física e emocional dos colaboradores é uma das primeiras medidas preventivas capazes de reduzir o estresse ocupacional. Menos estresse é mais vida!!!

Local: Matriz do Banco Safra (Av. Paulista, 2150)
Data: 13/09/2011
Horário: 10h
Público-alvo: colaboradores do Banco Safra



FOTOS DO EVENTO


O Hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo esteve presente na Semana da Saúde do Banco Safra.


Prof. Armando Ribeiro das Neves Neto, coordenador do Programa de Avaliação do Estresse do CHECK-UP do Hospital São José - Beneficência Portuguesa de São Paulo, ministrou a palestra "Estresse no ambiente de trabalho" na Semana da Saúde na sede central do Banco Safra, em São Paulo.


Participação de colaboradores de diversos departamentos do Banco Safra.


O evento foi organizado pelo RH Gestão de Saúde do Banco Safra e contou com a participação do Programa de Avaliação do Estresse do CHECK-UP do Hospital São José - Beneficência Portuguesa de São Paulo.


Foram utilizados equipamentos de biofeedback para sensibilização dos participantes da palestra quanto aos efeitos do estresse no corpo e na mente. Foi possível demonstrar o papel de simples técnicas de respiração para à redução do estresse.


Os participantes da palestra demonstraram interesse e apoio à importância da conscientização sobre o estresse ocupacional na instituição financeira, com medidas simples e cientificamente embasadas. Muitos sugeriram o desenvolvimento de programas de gerenciamento do estresse a serem desenvolvidos "in company", e promovidos pelo Programa de Avaliação do Estresse do CHECK-UP do Hospital São José - Beneficência Portuguesa de São Paulo.


Sobre o Safra


No campo financeiro, o passado é importante para definir uma realidade presente e proporcionar uma sólida garantia para o futuro.

Era o século XIX e a Europa ainda mantinha na memória as campanhas de Napoleão. O mundo conhecia os resultados da Revolução Industrial. Florescia a economia dos países europeus, daqueles em volta do Mediterrâneo e da América do Norte, graças ao impulso das grandes invenções - a máquina a vapor, a eletricidade - e ao movimento de navios, das caravanas e, agora, dos grandes comboios ferroviários, que transportavam e comercializavam produtos agrícolas e mercadorias das mais diversas.

O financiamento de toda essa intensa movimentação comercial era assegurado por banqueiros que viriam a se tornar lendários, entre os quais aqueles da família Safra, que no Oriente Médio deram origem a uma linhagem de financistas e lançaram ali os fundamentos da moderna atividade bancária, baseados no aprofundamento das informações e no crescente aumento do intercâmbio entre cidades.

Particularmente intensa era a troca de mercadorias entre os portos e cidades da Europa, como Paris, Nice, Marselha, Madrid, Barcelona, Nápoles, Trieste, Gênova e Veneza com Alexandria, Atenas, Istambul, Beirute, Damasco e Alepo - cidade a noroeste da Síria e um dos maiores centros de comércio. Para ela convergiam comerciantes e mercadorias do Oriente e do Ocidente.

Em Alepo viviam os Safra, de vocação cosmopolita, que se dedicavam a financiar o comércio, aceitando o câmbio de moedas de diferentes estados, como os “para” do Império Otomano, os “zecchini” de Veneza, os “thaler” de Maria Theresa, outras moedas do Oriente, da Europa e da África, além de metais como prata e, principalmente, ouro.

Embora as práticas contábeis já estivessem desenvolvidas, Jacob Safra, o patriarca, era conhecido por sua excepcional memória e habilidade em lidar com números, visto que realizava mentalmente o cálculo de conversão de diferentes moedas e cotações, bem como dos custos de financiamentos que concedia aos seus clientes.

Em meados do século XIX, é fundada em Alepo a Safra Frères & Cie. que, ao nascer, já trazia o renomado nome da família. Em pouco tempo, torna-se famosa e acatada em todo o Oriente Médio, com reputação firmada junto a grandes e criteriosos financistas. A firme expansão da empresa levou a família Safra a abrir filiais em Istambul, Alexandria e Beirute.

Mais tarde, já na primeira metade do século XX, é fundado em Beirute o Banco Jacob Safra, dirigido pelo patriarca que, assim, deu origem a uma nova geração de banqueiros de sucesso. Depois da Segunda Guerra Mundial, Jacob Safra estende seus negócios à Europa e, em seguida, à América Latina e aos Estados Unidos.

Seus descendentes conquistaram prestígio por seus conhecimentos, dando continuidade a um duradouro relacionamento com a comunidade de clientes.

Banco Safra S.A. é uma importante instituição bancária do Brasil. Respeitado internacionalmente, classifica-se entre os dez maiores bancos privados do país, em termos de ativos. O Banco Safra S.A. é um banco comercial que presta todos os tipos de serviços e atua em todas as áreas do setor financeiro, atendendo às necessidades de seus clientes. Através de suas principais subsidiárias brasileiras, Banco Safra de Investimento S.A., Safra Leasing S.A. Arrendamento Mercantil, Safra Seguros Gerais S.A., Safra Vida e Previdência S.A., Safra Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários e Safra Corretora de Valores e Câmbio Ltda., as atividades do banco vão além das tradicionais operações de empréstimos, estendendo-se para leasing, subscrição de valores mobiliários, administração de fundos de investimento e atividades de corretagem e seguro. As outras atividades do banco incluem financiamentos comerciais, gerenciamento de ativos, operações de tesouraria e emissão de cartões de crédito.

Banco Safra (Cayman Islands) Limited é uma subsidiária integral do Banco Safra S.A., constituída sob a legislação das Ilhas Cayman. Conhecida como Safra Cayman, a instituição fornece serviços de financiamento comercial aos seus clientes e bancos correspondentes, bem como às outras filiais e divisões do Grupo Safra, além de oferecer uma grande variedade de serviços financeiros e comerciais, principalmente na área de Comércio Exterior.







quinta-feira, setembro 08, 2011

Estresse será tema da SIPAT 2011 - Insper



SIPAT 2011

A SIPAT 2011 acontece em parceria com o Programa Pulsação e abordará diferentes assuntos relacionados à saúde social. Programe-se para participar dessa semana que abordará temas que estão presentes em nossa vida diariamente:

Como ficar livre do stress ruim? (Parte 1)
Armando Ribeiro das Neves Neto
12/09/2011
14h às 15h
Sala Amador Aguiar (1o. andar)

Técnicas para falar em público
Vivien Chivalski
13/09/2011
14h às 15h
Sala Amador Aguiar (1o. andar)

Ansiedade: quais recursos utilizo para manter o controle?
Patricia Florenzano
Veitchia Scarpellini
Patricia Figueiredo
14/09/2011
14h às 15h
Sala Amador Aguiar (1o. andar)

Day Spa
Onodera
15/09/2011
8h às 20h
Foyer (térreo)

Como ficar livre do stress ruim? (Parte 2)
Armando Ribeiro das Neves Neto
16/09/2011
14h às 15h
Sala Mario Haberfeld (2o. andar)

CONTAMOS COM A SUA PARTICIPAÇÃO!
Equipe CIPA

FOTOS DA PALESTRA

Prof. Armando Ribeiro das Neves Neto, abriu o evento com a palestra sobre "Como ficar livre do stress ruim?" na SIPAT 2011 do Insper.

A palestra foi promovida pelo programa PULSAÇÃO - Saúde Social e também pela Equipe da CIPA do Instituto de Ensino e Pesquisa Insper.



O Prof. Armando Ribeiro é coordenador do Programa de Avaliação do Estresse do CHECK-UP do Hospital São José - Beneficência Portuguesa de São Paulo.


O estresse ocupacional é um dos fatores de risco associado ao infarto. Segundo alguns estudos, o infarto é mais comum às segundas-feiras no período da manhã.


 Participantes da SIPAT 2011 do Insper.

 Participantes da SIPAT 2011 do Insper.

 Participantes da SIPAT 2011 do Insper.

No segundo encontro da palestra "Como lidar com o stress ruim?" os colaboradores do Insper aprenderam sobre algumas técnicas básicas para a redução do estresse, baseadas na utilização de modernos equipamentos de biofeedback capazes de monitorar as alterações fisiológicas decorrentes de emoções negativas e pensamentos automáticos estressantes.


Os participantes da atividade observaram as alterações do organismo frente ao estresse e também visualizaram de forma lúdica, através do biofeedback, o efeito de técnicas de terapia cognitivo-comportamental, respiração diafragmática e mindfulness.


No segundo encontro, além de dinâmicas e treinamentos focais para a gestão do estresse, foram apresentados dados estatísticos sobre o perfil do estresse ocupacional dos participantes da atividade, com sugestões práticas para os gestores e colaboradores da instituição. 


O estresse ocupacional é uma questão presente em todas as organizações, conscientizar os colaboradores e treinar os gestores é uma das ações para criar um ambiente livre do estresse negativo. Não podemos fugir das consequências do estresse, mas ao enfrentá-lo nos tornamos livres das emoções opressoras!

Saúde Emocional - Síndrome do Pânico


Programa Saúde Emocional do canal Bem Simples da FOX

de segunda à sexta-feira, às 17h

(NET 138, TVA 69, Embratel 34, Telefonica 549)


A síndrome do pânico é um grave transtorno de ansiedade que afeta a mente e o corpo, podendo também interferir nas relações afetivas, familiares, profissionais e acadêmicas. Apesar da medicação aliviar os sintomas, sabe-se que a Terapia Cognitivo-Comportamental é uma das estratégias terapêuticas mais eficazes para a redução dos sintomas físicos, emocionais e a mudança dos pensamentos catastróficos. A cura começa pelo diagnóstico adequado, e os familiares precisam aprender sobre a doença para ajudar seus entes queridos. O preconceito e o isolamento pioram esta condição. Procure ajuda e seja feliz!!! O Prof. Armando Ribeiro é um dos especialistas do programa Saúde Emocional (Bem Simples).

segunda-feira, setembro 05, 2011

Saúde Emocional - Úlcera


Programa Saúde Emocional do canal Bem Simples da FOX
de segunda à sexta-feira, às 17h
(NET 138, TVA 69, Embratel 34, Telefonica 549)

As emoções facilmente refletem no funcionamento gastrintestinal... "Engolir muito sapo" ou "Queimar de raiva" podem alterar o equilíbrio do nosso organismo e contribuir para o aparecimento de doenças mais sérias. Já que não dá para fugir do estresse, o importante é aprender a reduzi-lo. O Prof. Armando Ribeiro é um dos especialistas do programa Saúde Emocional (Bem Simples).